Saudálito

Archive for novembro 2008

escovar_lingua1Por incrível que pareça, um dos motivos principais que restringem a limpeza da língua é a ânsia de vômito.

Pois é! Muitas pessoas não conseguem fazê-lo sem que tenham esta desagradável sensação. Entretanto, conseguir é apenas uma questão de hábito e de persistência.

Eis algumas dicas que posso dar para quem tem este problema:

  • Primeiro de tudo: evite fazê-lo na primeira escovação do dia. Para a maioria este é o pior horário;
  • Comece raspando a língua por partes:
    1) Inicie pela ponta da língua por três dias seguidos;
    2) Depois da metade da língua para a ponta, por mais três dias;
    3) E finalmente da parte mais interna da língua para a ponta.
  • Depois deste tempo você começará a criar o hábito sem sofrimento.

Como o início pode ser difícil para algumas pessoas, este deve ser feito de forma tranquila e lenta, de acordo com a tolerância de cada um. O principal é que a sensação de limpeza e o bem estar provocado no momento de cada escovação se tornem estímulos para assimilar este hábito ao seu dia-a-dia.

fonte da imagem: Flickr (ktpupp)

dentistaUma das falhas mais comuns cometidas por nós, dentistas, é a pouca atenção dada à higiene da língua, uma vez que a saburra presente nela é a maior responsável pelo mau hálito.

Somos capazes de analisar um único dente com uma riqueza de detalhes, identificando a presença de manchas, cáries, fraturas, deformidades e, ao mesmo tempo, deixamos de olhar a língua. A mesma língua, que conduz da fala à nossa mastigação, chega a passar despercebida.

A finalidade deste post não é ser uma crítica ao colegas, mas um alerta para que este problema inconveniente chamado halitose seja também tratado como um questão relevante na saúde bucal do paciente que necessita ser resolvida.

Por isso não basta tratá-lo somente como um problema corriqueiro e sem importância, mas identificar o sintoma, avisar ao paciente da presença do mau hálito e encaminhá-lo para que este possa ser tratado adequadamente.

fonte da imagem: Flickr (Cesar S..)

raspadores

Os raspadores de língua, ou limpadores linguais, são equipamentos auxiliares na remoção mecânica da saburra. Em diversos modelos e cores, eles são confeccionados em plástico resistente para que sejam laváveis e bem limpos após o uso.

Quanto à eficácia de cada um diante dos variados modelos, não existe um que seja de escolha unânime. Entretanto, o ideal é que o modelo escolhido atenda às seguintes premissas:

  • que ele alcance a parte mais posterior da língua com facilidade;
  • que a borda removedora de saburra não seja amolada para não machucar a língua;
  • que tenha uma boa adequação de uso para o dia-a-dia.

Assim, a escolha do raspador de língua acaba se tornando algo de gosto até pessoal, já que não existem variedades de raspadores que não obedeçam a um modelo padrão frente à necessidade de raspar a língua.

Veja mais informações sobre este equipamento na página do artigo “Tipificando e classificando os limpadores linguais disponíveis no mercado brasileiro“.

fonte da imagem: artigo Tipificando e classificando os limpadores linguais disponíveis no mercado brasileiro

Infelizmente existe diferença também no modo de limpeza das línguas. O que isso quer dizer?

Quando mostrei anteriormente os tipos de língua, e sugeri que você indentificasse aquela mais semelhante à sua, foi justamente para falar das diferenças entre elas.

Na verdade, a aparência de cada uma também influencia no acúmulo de restos alimentares. Dentre elas, as mais suscetíveis a isso são a língua fissurada, a geográfica e a pilosa. Elas apresentam profundidades diferentes na superfície. Assim, necessitam de uma atenção maior na escovação e na raspagem do que numa língua mais lisinha.

Quem tem estes tipos de língua também pode sofrer com a inflamação que ocorre devido à higiene deficiente em sua superfície, ficando muitas vezes bastante dolorida.

A língua pilosa pode ser acumuladora de saburra, porém em grau menor que as duas anteriores. Ela normalmente ocorre em fumantes crônicos e, por isso, eles devem adotar um cuidado redobrado na sua higienização.

Por fim, a língua saburrosa não tem outra saída: esta merece uma senhora limpeza!

Você sabia que existem línguas de diferentes aparências e formatos? Pois é, existem sim. Colocarei aqui algumas imagens para que você possa identificar como é a sua:

Língua mais comum

linguanormal

Língua geográfica

linguageografica

Língua fissurada

linguafissurada

Língua pilosa negra

linguapilosa

Língua saburrosa

linguasaburrosa

Fonte das imagens:

Falando em saburra, na área de quadrinhos da Folha de S. Paulo o cartunista Angeli publicou uma tirinha inspirada neste controverso tema:

angeli_saburra1

O que vemos com freqüência, durante rotina do consultório, em pacientes que fazem o tratamento de halitose é a presença preponderante da saburra lingual. Ou seja, em quase todos os casos de mau hálito é a saburra a responsável principal deste problema.

Por isso , se você não quer ser mais uma vítima dela, escove e raspe a sua língua . Todos os dias!


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: