Saudálito

Archive for dezembro 2008

breathalert_checker

Dentre as diversas opções de aparelhos, o Breath Alert ou Breath Checker é um instrumento para a avaliação de uma possível halitose ao alcance do leigo. É um aparelhinho importado,  japonês, que funciona com duas pilhas AAA. É bastante sensível, não devendo ser guardado em locais úmidos e que contenham a possibilidade de odores perto dele, para que não o danifique com o tempo.

O aparelhinho possui uma legenda que ajuda o usuário a identificar se ele está ou não com mau hálito. O medidor de hálito portátil existe em mais de um modelo, para agradar aos que gostam de uma aparência mais discreta. Mas na realidade , o que importa é que sirva para estimular a quem o usa,a cuidar sempre do seu hálito.

O que é?
Breath Alert ou Breath Checker é um medidor de hálito portátil.

Quanto custa?
Em média R$ 200.

Prós:
– Fácil de carregar e manusear.
– Pequeno e discreto;
– Funciona como um suporte contra a halitose.

Contras:
– Resultado questionável, já que ele mede qualquer tipo de odor. Se você, por exemplo, estiver com uma bala na boca, ele irá identificar o odor, e não o tipo de odor. Assim, para ele não há odor bom ou ruim.

Atenção: este aparelho não substitui o acompanhamento direto de um especialista em halitose sempre que este for necessário. A orientação fornecida aqui para você não deve ser utilizada em hipótese alguma como opção de diagnóstico. Para isso, procure sempre um especialista em halitose.

caseoBem, acredito que muitas pessoas já conhecem o cáseo, mas não sabem que ele se chama assim. O cáseo, na verdade, é uma massinha mal cheirosa que se acumula na amígdala e possui a aparência de um grão de arroz.

Quem pode tê-lo? Não existe uma estatística exata mas as pessoas que possuem uma amígdala parecendo uma saquinho com furos maiores são mais propensas a ter o famigerado cáseo.

Existem possibilidades de tratamento para quem se sente muito incomodado com este invasor, mas a higiene da língua é o principal deles. Em casos extremos, o tratamento mais radical é a remoção da amígdala.

Por isso,  se você tem ou já teve um caso de cáseo , investigue perguntando a alguém se sente mau hálito em você. É muito importante saber!

fonte da imagem: (arquivo de Paula Rollemberg)

balanca
fonte da imagem: (Flickr: renatotarga)

Sim, o surgimento da halitose normalmente ocorre em pessoas que fazem algum tipo de regime alimentar. Isso acontece por fatores que já foram aqui comentados anteriomente, mas tornarei a apontá-los.

E me refiro principalmente àqueles que fazem regime por conta própria, passando por privações de diversas formas.

O jejum prolongado é o campeão do ranking. Quem faz regime , principalmente por conta própria , passa horas sem ingerir nada para alcançar a usa meta. Porém, com isso também não ingere líquidos de maneira suficiente, baixando o fluxo salivar e aumentando a ação bacteriana na boca, provocadora dos gases do mau hálito.

Portanto, a dieta alimentar, seja ela qual for, deve ser moderada e equilibrada para que, além de não deixá-lo doente e feio, não provoque também o mau hálito.

cenouras

A carência de algumas vitaminas pode causar o mau hálito. Como assim?

A falta de vitaminas A e D são as mais frequentemente relacionadas com o surgimento da halitose. Isso porque a carência delas pode causar ressecamento da pele e descamação de mucosas. No caso da halitose, a descamação da mucosa oral irá provocar o surgimento mais acentuado da saburra lingual.

Por isso, uma das preocupações primeiras durante a consulta diagnóstica de mau hálito é investigar o surgimento de sinais que indiquem este probleminha que, na maioria dos casos, é fácil de ser corrigido.

Um desses sinais podem ser pés que se encontrem com ressecamento  e/ou descamação. Por isso, vale a pena recorrer ao seu médico para fazer uma avaliação de seu estado geral e identificar se há alguma carência de substância necessária à saúde de seu  corpo.

fonte da imagem: (Flickr: Fovea Centralis)

mauhalito_mosaico
fonte da imagem: (Flickr: JudeanPeoplesFront)

Infelizmente, o maior problema encontrado ao se tratar alguém que está com mau hálito é a falta de confiança por parte do paciente, uma vez que no tratamento não existe um remédio que prometa a solução de todos os problemas.

A cultura de ir para um profissional de saúde e receber uma receita medicamentosa tem sido um grande entrave não só no tratamento de halitose, assim como em muitas outras áreas que, para terem sua ação efetiva, se utiliza de outros métodos de tratamento sem estar associados a alguma medicação.

É o caso dos tratamentos através da acupuntura, da fisioterapia e da psicologia que, mesmo estabelicidos no cenário da saúde há muito tempo, têm sofrido boicotes por parte dos pacientes incrédulos.

O tratamento de halitose já se torna delicado, pois antes de tudo ele irá interferir no modo de vida de seu portador, mudando seus hábitos de alimentação, de higiene, de lidar com os problemas diários que causam o estresse diário (também causadores de mau hálito) e de hábitos de vida de âmbito emocional. Portanto, quem quer e deseja realmente se tratar da halitose, deve acreditar no que o especialista está orientando e executar as mudanças ocasionadoras desta disfunção orgânica.

A ilusão de cura de todos os males sem nenhum esforço é enorme. Afinal, a notícia que agrada é aquela que nos aconchega os ouvidos. É aquela que diz somente o que queremos escutar e não aquela que devemos escutar para aprender e detectar aonde está o erro. Enfim: lidar com a vontade do outro é uma queda de braço diária. Mas necessária.

Agora vou falar sobre o que ocorre quando aparece este cheirinho ruim no momento do jejum:

Na verdade, existem especulações de que o cheiro desagradável surge a partir do apodrecimento dos sucos pacreáticos no momento da fome, já que, mesmo se a pessoa fizer uma boa higiene bucal, passados alguns minutos ele volta a aparecer. Porém, o principal causador do odor é a diminuição da quantitade de saliva que ocorre neste momento.

A saliva é responsável pela lubrificação e hidratação da boca, controlando a flora bacteriana que atua no momento da halitose. Por isso, se torna necessário  a ingestão de bastante líquido durante o dia, para que sejam compensados os momentos em que não temos algo saudável à disposição para comer na correria do dia-a-dia.


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: