Saudálito

Archive for julho 2010

Parceria é uma palavra que se bem interpretada e executada, pode originar muitos bons frutos. E é o que está surgindo e foi reforçado no evento do Odontoday. Dentistas dispostos a mudar a cara da odontologia, tornando-a mais querida, amiga, parceira e unida.

A grande vontade em contribuir com seus conhecimentos, experiências de trabalho e na vida, tornaram mais rico e interessante o conteúdo compartilhado entre colegas e leitores em geral.

Acredito também que de boas  parceiras surjam, assim como já está ocorrendo, verdadeiras amizades.

Desejo que o sucesso de um seja compartilhado sempre entre todos e que juntos possamos contribuir e melhorar no que puder a odontologia. Aos blogueiros queridos – e já considerados meus amigos – estou à disposição na vida e na profissão para o que for possível e necessário.

E para não deixar de citá-los, vai uma abraço bem apertado em vocês:

No JV do Blog do Dentista, o inspirador e querido padrinho do Saudálito, o Ronam do adorável Dentistry News, o Ale Koga do Ortodontiaparatodos, o Fabrício do Vida de dentista, a Ane Bason do Gatth 3´s  Weblog, o Leo Augusto do Ortoblog, o Gustavo do Tio dentista, a Sivane do Dra Silvane Franco, o Luiz Rodolfo do DicasOdonto,o Frank do Odontoblogia e o Odontoblogger da Su Rodrigues. Obrigada a todos!

A síndrome de Sjögren é uma doença inflamatória do tipo auto-imune, com redução progressiva da secreção das glândulas salivares e lacrimais.

Além de causar muito desconforto pelo ressecamento bucal e ocular,  essa redução progressiva das secreções poder causar a halitose.

Como ja foi falado em post anterior, baixo fluxo salivar acarreta o surgimento do mau hálito, dentre outras consequências ruins.

A importância do diagnóstico precoce desta síndrome é propiciar o tratamento adequado para ela, minimizando e controlando a diminuição da função das glândulas salivares e, com isso, evitar um eventual efeito irreversível.

Um especialista em halitose pode, junto com o tratamento médico (em geral, conduzido por um reumatologista) indicado para esta patologia, fazer o controle da xerostomia, permitindo através de vários artifícios impedir a diminuição progressiva desta função e, com isso, proporcionar um conforto ao portador dela.

Há casos em que o único consolo é a saliva artificial, pois a secreção salivar já não é suficiente para a proteção e lubrificação da cavidade oral.

Por isso, somente a prevenção e a procura de profissionais corretos para cada patologia podem promover uma condição saudável ao paciente que tem a sindrome de Sjögren.


Fonte da imagem: blog Síndrome de Sjögren

P.S.: para ver mais informações sobre a doença, visite o blog potuguês Síndrome de Sjögren.


Fonte da imagem: Flickr (pasukaru76)

Resolvi abordar este assunto porque de cada dez dúvidas dos leitores que me escrevem oito são de pedidos de soluções por e-mail.

Quero deixar bem claro a todos de que não há condições confiáveis de se dar um diagnóstico sem estar pessoalmente com o paciente. E não me refiro apenas a diagnóstico relacionado à odontologia, mas à saúde em geral.

No caso do tratamento de halitose, cáseos ou de xerostomia, é de suma importância o contato pessoal com o paciente. Para vocês terem uma idéia, a consulta inicial costuma ser de 2 horas. Dá para perceber, portanto, o quão minucioso tem de ser o cuidado destinado ao tratamento do paciente.

Outra coisa muito recorrente são as receitas milagrosas deixadas nos comentários dos posts aqui publicados: EU APAGO TODAS!

Sempre tem os que fazem por boa intenção, mas está cheio de bem intencionados no mundo que nada resolvem verdadeiramente. Não existe um tratamento que sirva 100% para todas as pessoas, pois sempre existirá a necessidade de uma avaliação mais criteriosa, realizada adequadamente por um especialista.

Por isso, quem deseja ter seu problema verdadeiramente orientado deve procurar um profissional especializado, e pessoalmente. Seja qual for a área de atuação.

Valorize mais a sua saúde!


Fonte da imagem: Flickr (nectarous)

A saburra na língua é comumente encontrada em pacientes que não realizam nela uma adequada escovação. Uma das coisas que favorece o acúmulo de saburra é a descamação da mucosa oral. O aparelho ortodôntico é um dos provocadores.

No caso de pacientes que o usam, a descamação é acentuada pelo contato friccional do aparelho na mucosa oral constantemente.

Isso é um efeito que tem de ser observado na higienização bucal, pois  a língua se torna um depósito de tecido morto. E justamente esse tecido  é um meio de sobrevivência para as bactérias que estão na boca, prontinhas para proliferar o mau hálito.

Por isso, para quem usa aparelho não basta usar fio dental e escovar os dentes. A língua é uma das causadoras da halitose em quem tem um sorriso metálico e, portanto, deve ser também higienizada.

O Odontoday é o novo e grandioso evento do calendário.

Dia 16 de julho, todos os dentistas estão convidados a colocarem suas máscaras e aparecerem no Twitter pela hashtag #odontoday.

É fácil e será muito legal compartilhar com os colegas a força odontológica no Twitter.

Aguardo vcs, dentistas e seguidores! 😉

Tags:

As dúvidas de quem tem cáseos são geralmente similares e muito angustiadas. A frequente solicitação de uma cura através de um medicamento ou uma solução imediata com cirurgia são constantes.

No entanto, seria interessante que ficasse claro de que o surgimento do cáseo sempre vem acompanhado de vários fatores que não possuem uma única solução e é, sobretudo, diferente para cada pessoa.

O tratamento de cáseos, assim como o de halitose, funciona de maneira similar, com alguns aspectos peculiares, mas assim como um regime alimentar, depende única e exclusivamente da disciplina do paciente ao ser corretamente diagnósticado.

Os hábitos de vida e de alimentação são os maiores causadores e precisam ser orientados e corrigidos de maneira personalizada e particular.

Da mesma forma que uma dieta alimentar não funciona igual para todos que o fazem, o tratamento de halitose, cáseo ou xerostomia funcionam de maneira equivalente.

Há necessidade sim de um atendimento e, muitas das vezes, multidisciplinar entre o dentista especialista em halitose e uma outra especialidade médica, que podem ser as mais variadas possíveis.

Então a mensagem que eu gostaria que ficasse é a seguinte: não é impossivel tratar o cáseo; há um custo sim, tanto financeiro como de mudança de hábitos de vida e, principalmente é preciso muita paciência, como na maioria dos desafios e grandes superações em nossa vida.

Como a vida de todos é muito corrida, o caminho mais comum ultimamente é resolver os problemas para ontem. E isso acaba virando também mania constante nos consultórios medicos e odontológicos.

Costumo dizer aos pacientes e em conversa com colegas que aquilo que levamos uma vida ou alguns anos para resolver não pode ter solução imediata. Concordam?

Então, qualquer tipo de tratamento depende de diagnóstico correto associado à execução do tratamento por parte do paciente. Sem essa dupla, nada feito!

O tratamento para cáseos é complexo, mas não difícil de executar. No entanto o imediatismo das pessoas têm deixado isso ocorrer com muita dificuldade.

Por isso, por mais boa vontade que alguém tenha em passar aqui nos comentários e seus depoimentos na intenção de ajudar, é necessário um olhar cuidadoso. Cada paciente reage de um jeito e o que causa cáseo em um, não necessariamente causa no outro. Isso é fato!

Curas milagrosas aparecerão – e muitas – por aí, mas resultados verdadeiros eu estou esperando ainda.

Por isso, tratar o cáseo é tratar de sua saúde. Respeite e cuide muito bem dela. 🙂


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: