Saudálito

Archive for the ‘dúvidas’ Category


Fonte da imagem: Flickr (pasukaru76)

Resolvi abordar este assunto porque de cada dez dúvidas dos leitores que me escrevem oito são de pedidos de soluções por e-mail.

Quero deixar bem claro a todos de que não há condições confiáveis de se dar um diagnóstico sem estar pessoalmente com o paciente. E não me refiro apenas a diagnóstico relacionado à odontologia, mas à saúde em geral.

No caso do tratamento de halitose, cáseos ou de xerostomia, é de suma importância o contato pessoal com o paciente. Para vocês terem uma idéia, a consulta inicial costuma ser de 2 horas. Dá para perceber, portanto, o quão minucioso tem de ser o cuidado destinado ao tratamento do paciente.

Outra coisa muito recorrente são as receitas milagrosas deixadas nos comentários dos posts aqui publicados: EU APAGO TODAS!

Sempre tem os que fazem por boa intenção, mas está cheio de bem intencionados no mundo que nada resolvem verdadeiramente. Não existe um tratamento que sirva 100% para todas as pessoas, pois sempre existirá a necessidade de uma avaliação mais criteriosa, realizada adequadamente por um especialista.

Por isso, quem deseja ter seu problema verdadeiramente orientado deve procurar um profissional especializado, e pessoalmente. Seja qual for a área de atuação.

Valorize mais a sua saúde!

Anúncios

O Saudálito marca sua participação no movimento Odontologia na Internet – “faça um dentista sorrir aqui”, do blog Marketing em Odontologia, compartilhando uma dica sobre o Hootsuite, ferramenta que ajuda bastante na utilização do Twitter, sobretudo para aqueles que já estão familiarizados e desejam se aprofundar em seu uso através de novos recursos.

Com ele, você pode “twittar” com diferentes contas em um único lugar (no caso de você ter mais de uma conta no Twitter), agrupar outras pessoas que você acompanha no Twitter ou assuntos específicos (através de hashtags – aquelas tags com # na frente). Veja como é a tela:

Para usá-ló basta criar uma conta no HootSuite. É muito simples:

  1. Clique em”Signup” e preencha seus dados
  2. A seguir em “Add your Twitter profiles” preencha os dados para que a ferramenta exiba o(s) perfil(s) que você possui no Twitter
  3. Por fim, em “Start Managing!” você poderá personalizar sua tela principal, com colunas que existem os “twits” de seu pefil, suas réplicas recebidas pelo Twitter (replies), mensagens privadas e itens personalizados.
  4. Para criar colunas, basta clicar no botão azul com sinal (+) “Add a New tab”. Eu criei, por exemplo, uma coluna que exibe todo “twit” que contém palavras como halitose, mau hálito e cáseos. Sua imaginação é o limite! :-)

Espero esclarecer as dúvidas dos leitores que estão sedentos por respostas das mais variadas possíveis em relação aos cáseos.

Percebi que todos sofrem do mesmo incômodo, que há necessidade de remoção quase que semanal e as vezes diária deles, o que é terrível.

A maioria dos que relatam ainda resiste ir a um especialista no assunto (neste caso ao Otorrino e ao dentista especialista em Halitose) e com a expectativa de receber um tratamento rápido, simples e indolor… e virtual!

Essa maioria não está associando o cáseo a sua formação e o fato dele ficar armazenado nas amígdalas ou nas criptas. Enfim, desejam que o tratamento seja igual e padrão para todos.

Então, vamos ao esclarecimento!

O cáseo realmente é desagradável e só sabe realmente quem passa por isso. Mas para saber a causa de sua formação somente um especialista em Halitose poderá, através de alguns exames, avaliar o que está acontecendo, pois alterações salivares podem estar provocando esta facilidade de acúmulo de restos alimentares na cavidade bucal sempre associada a uma higiene negligenciada em algum momento do dia. Exemplo: saiu para trabalhar e não tem oportunidade de escovar os dentes em períodos frequentes que favoreçam acúmulos de saburra na língua.

O cáseo não se forma de uma dia para o outro, isso é raro. Então, este é um ponto chave: saber o que pode estar formando a massa do cáseo. E isso só o especialista em Halitose faz esta investigação.

Outro ponto a ser avaliado é a condição anatômica das amígdalas e das criptas(região da garganta que possui cavidades próximo as amigdalas)já esta avaliaçã deve ser feita pelo Otorrino. Isto é:  algumas pessoas possuem as amígdalas de um formato e outras de outro; isto significa que a minha pode encher de cáseo e a sua nunca encher e vice-versa. É como ter diabetes, pressão alta, enxaqueca umas pessoas têm e outras não. Mas há sim tratamento e para cada pessoa esse tratamento é diferente, ou seja, um paciente diabético não toma a mesma medicação que o outro, assim também para um paciente hipertenso, para um enxaquecoso, porque somos organismos com funcionamentos similares , mas com respostas DIFERENTES .

Então amigos, o que eu queria que ficasse claro é:

  • Não existe remédio para os cáseos pela indicação virtual!
  • Melhor que a indicação de um amigo é a indicação de um profissional, e é justamente aqui que estamos para esclarecer as dúvidas: direcionando aos melhores caminhos científicos, sem que determinemos a receita de bolo para ninguém.
  • Medicina e Odontologia não são ciências exatas e no dia que alguém disser a você que um remédio somado a outro o resultado será sempre igual, pode desconfiar.

noiva_halitoPassado o mês de maio, conhecido também como mês das noivas, retorno explicando o fenômeno halitose em noivas.

E logo numa noiva linda e maravilhosa? Sim, justo por isso. Para realizar o sonho de ficar exuberante ela passou por diversos fatores estressantes, expectativas, medos e tensões, todos estes potenciais provocadores de halitose.

E na prática como isso ocorre? Quem casou ou vai casar, passa por um turbilhão de emoções que muitas vezes provocam patologias em quem está prestes a realizar esse sonho.

O que ocorre é o jejum provocado pela  falta de apetite, por comer exageradamente coisas gordurosas e doces pela ansiedade, por não beber líquidos, pela diminuição do fluxo salivar pelo estresse emocional, pelas noites mal dormidas (provocando baixa imunidade) e, consequentemente, doenças como gripes, resfriados, infecções urinárias, gastrite e infecções intestinais, entre outras.

Por mais que pareçam fáceis de controlar, todas estas modificações ocorridas no organismo realmente não são e, assim, o mau hálito sempre aparece.

Por isso não fiquem assustadas,pois quando o grande dia chegar, possivelmente tudo isso vai acabar. Eu garanto! 😉

Fonte da imagem: Flickr (Corey Ann)

esofagoRefluxo gastro-esofágico é geralmente associado como um dos causadores de mau hálito pelos seus portadores. Até que ponto isso é verdade? Vejamos mais uma pergunta enviada ao Saudálito:

Pergunta
Há alguns anos atrás descobri que tinha caseos amigdalíticos, então realizei a cirurgia de retiradas das amigdalas e tudo certo, ok? mas não, descobri também que sofro de refluxo gastro-esofágico, e o pior, além de ter mau-hálito quando respiro exalo pelo nariz um odor mto desagradável. Gostaria de saber: do que se trata esse problema?

Resposta
Esse cheiro desagradável que sai pelo nariz pode se sugerir algum problema na área de otorrinolaringologia. Os problemas mais comuns são: sinusite, rinite alérgica, corrimento nasal posterior, que podem apresentar quadro de odor fétido exalado pelo nariz. e maneira imediata, recomendo consultar com um otorrinolaringologista se você tem algum problema nasal.

Fonte da imagem: Vista endoscópica do esôfago – Flickr (testastretta-999)

enxaguatoriosMais dúvidas de leitores do Saudálito. Desta vez relacionada ao tema higiene bucal feita por um colega dentista, mas que pode ser aproveitada também pelo paciente:

Pergunta
Qual sua opinião a respeito do uso de enxaguatórios com clorexidina? E água oxigenada? Tem algum problema o uso contínuo?

Resposta
Os enxaguatórios com clorexidina devem ser utilizados com cautela, já que a mesma é bactericida e bacteriostática, permitindo que as bactérias patogênicas e não patogênicas sejam destruídas ao mesmo tempo, causando o desequilíbrio que não desejamos na flora bucal. Neste caso, não adiro ao uso indiscriminado deste enxaguantes, principalmente para a halitose. No caso da água oxigenada ela possui o benefício de desorganizar o meio em que vivem as bactérias anaeróbicas responsáveis pela saburra e o mau hálito, podendo sim ser utilizada como um fator coadjuvante a um possível tratamento de halitose.

Fonte da imagem: Vista endoscópica do esôfago – Flickr (<Deepa>)

Prosseguindo a série, aí vai mais uma dúvida dos leitores do Saudálito, relacionada ao tema dos cáseos:

Pergunta
Eu tenho cáseos, e isso me incomoda muito; fui ao otorrino e ele me disse que não existe remédio para isso, que eu tenho que gargarejar a cada vez que me alimentar, ou tirar as amígdalas. A primeira opção é difícil, pois na maioria das vezes não tenho condições de ficar gargarejando e também não quero tirar minhas amígdalas. O que você me sugere?

Resposta
Depedendo do caso, as alternativas normalmente mais indicadas são a cirúrgica e a higienização. O cáseo é formado pelo acúmulo de restos alimentares e a higienização é fundamental: não tem como deixar isso de lado. Beber pouco líquido é ruim. O ideal é ingerir no mínimo 2 litros de água por dia. Entretanto, qualquer dica a distância não é suficiente: para haver resultado é necessário um tratamento feito pessoalmente para lhe garantir sucesso.
Veja mais informações e orientações sobre o tema da pergunta no post Cada cáseo é um cáseo.


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: