Saudálito

Posts Tagged ‘cáseo

Como a vida de todos é muito corrida, o caminho mais comum ultimamente é resolver os problemas para ontem. E isso acaba virando também mania constante nos consultórios medicos e odontológicos.

Costumo dizer aos pacientes e em conversa com colegas que aquilo que levamos uma vida ou alguns anos para resolver não pode ter solução imediata. Concordam?

Então, qualquer tipo de tratamento depende de diagnóstico correto associado à execução do tratamento por parte do paciente. Sem essa dupla, nada feito!

O tratamento para cáseos é complexo, mas não difícil de executar. No entanto o imediatismo das pessoas têm deixado isso ocorrer com muita dificuldade.

Por isso, por mais boa vontade que alguém tenha em passar aqui nos comentários e seus depoimentos na intenção de ajudar, é necessário um olhar cuidadoso. Cada paciente reage de um jeito e o que causa cáseo em um, não necessariamente causa no outro. Isso é fato!

Curas milagrosas aparecerão – e muitas – por aí, mas resultados verdadeiros eu estou esperando ainda.

Por isso, tratar o cáseo é tratar de sua saúde. Respeite e cuide muito bem dela. 🙂

5917_128x128Esta é a pergunta que mais me fazem ultimamente. Sobretudo porque os pacientes que possuem cáseos querem ficar livres deles a qualquer custo e é compreensível o motivo do apelo.

No entanto, esbarram num problema que é a relutância de seus médicos em não fazê-lo. Mas isso, creio eu, deve ter inúmeras justificativas que por si só explicam o fato de não quererem fazer.

E agora venho eu evidenciar uma dessas justificativas, que nada tem a ver com os argumentos que os médicos colocam para não fazer a cirurgia, mas deveria ser a primeira para todos aqueles se preocupam com o resultado pós-cirúrgico: o que causa o surgimento do cáseo? Você já procurou saber? Não? Então, procure se informar disso já, pois o desconhecimento da causa do cáseo é o que faz com que 90% das cirurgias de remoção de amígdalas fracassem, principalmente em pacientes que possuem criptas profundas.

Assim sendo, por que elas fracassam? Porque você não tratou a causa do cáseo. Provavelmente ele irá aparecer de novo, pois não é sua amígdala quem o colocou ali. Ela somente o alojou. E o fator que causou isso infelizmente não foi combatido ainda.

Antes de ir para a cirurgia, o ideal é identificar o agente causador e isso só um especialista em halitose poderá te ajudar. E só depois de devidamente orientado, controlado e/ou tratado, é que se deve optar pelo caminho da cirurgia junto ao seu otorrino.

Alguns pacientes não tiveram mais cáseos depois da cirurgia sem ter ido a um especialista em halitose? Sim, mas muitos (e não foram poucos!) têm o insucesso e não sabem a razão.

A causa não foi tratada, somente o alojamento do problema. Por isso a relutância dos médicos em removê-la. As amígdalas são um órgão protetor do organismo. Por isso, removê-lo sem ele estar causando diretamente algum mal é uma dura escolha, visto que fazer uma cirurgia é sempre um procedimento de risco ao paciente.

Portanto, meu conselho é: primeiro procure a causa (com a orientação de um especialista em halitose) e não solução.

alimentacao_caseos

Desde seu lançamento, o Saudálito tem recebido frequentes dúvidas dos leitores acerca da halitose, xerostomia, cáseos e diversos problemas relacionados ao mau hálito. Algumas delas levantam assuntos interessantes para serem compartilhados e debatidos entre os leitores do blog. Portanto, a partir de agora iremos selecionar as perguntas mais interessantes e publicá-las aqui, no formato de post do blog, e abrindo-as assim para discussão. Para inaugurar esta categoria de post, selecionamos uma relacionada aos cáseos:

Pergunta
(…) Apareceram alguns cáseos “grudados” em minha garganta, o que me assustou. Fui ao médico e ele detectou em mim uma faringite e disse que os cáseos poderiam estar associados ao quadro. Eles são recorrentes? No meu caso, eles ficam depositados numa espécie de “prega” ao lado da campainha. Outro dia estava assistindo TV e tive um espirro; verifiquei que saiu uma massinha firme que, ao apertar, vi que tem um odor horrível. Há alguma recomendação de dieta para evitar isso?

Resposta
Os cáseos são recorrentes sim, independente do quadro apresentado (no caso, faringite), pois o formato da amígdala é o que favorece o acúmulo de restos alimentares, promovendo o surgimento deles. E não há relação direta entre os cáseos e tipo de dieta: a conduta ideal é ser o mais rigoroso possível na higiene bucal e da língua, além de procurar ingerir muito líquido para que sua saliva não seja muito viscosa, o que pode possibilitar o reaparecimento de mais cáseos.

Fonte da imagem: Flickr (ali edwards) e arquivo de Paula Rollemberg

caseoBem, acredito que muitas pessoas já conhecem o cáseo, mas não sabem que ele se chama assim. O cáseo, na verdade, é uma massinha mal cheirosa que se acumula na amígdala e possui a aparência de um grão de arroz.

Quem pode tê-lo? Não existe uma estatística exata mas as pessoas que possuem uma amígdala parecendo uma saquinho com furos maiores são mais propensas a ter o famigerado cáseo.

Existem possibilidades de tratamento para quem se sente muito incomodado com este invasor, mas a higiene da língua é o principal deles. Em casos extremos, o tratamento mais radical é a remoção da amígdala.

Por isso,  se você tem ou já teve um caso de cáseo , investigue perguntando a alguém se sente mau hálito em você. É muito importante saber!

fonte da imagem: (arquivo de Paula Rollemberg)


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: