Saudálito

Posts Tagged ‘estresse


Fonte da imagem: Flickr (Andi.)

Existe isso? Infelizmente existe e é o tipo de halitose mais difícil de alcançar êxito em sua cura, se o paciente não entender que terá de se tratar também com outros profissionais de saúde.

A halitose psicológica geralmente ocorre em alguém que teve um episódio de halitose frequente  ou esporádica e por motivos de ordem emocional, desencadeou uma psicose pelo pânico de estar com mau hálito.

E como é o quadro de uma pessoa assim? A princípio se manifesta através do seu isolamento social, pois ele  acredita cegamente que exala o pior odor do mundo pela boca. Muitos chegam a acreditar que exalam o cheiro o tempo todo pelo corpo também.

A  piora do quadro se revela grave quando tomam atitudes mais drásticas como demitir-se de seus empregos, deixar de estudar, afastar-se de seus amigos e da família, deixando de fazer todas as coisas que sempre fizeram e gostaram por terem pânico de estarem com mau hálito. Ou seja, alcançam o grau de deixar de acreditar nas pessoas que mais amam, virando um conflito pessoal e familiar.

O quadro de depressão está muito presente nos sintomas da halitose psicológica também. Crises de síndrome do pânico também podem ocorrer, o que torna a ajuda de especialistas como psicólogos, psiquiatras e terapeutas, muito importante.

É realmente difícil dizer o que desencadeia; no entanto, o perfil do paciente é geralmente de ansiedade, estresse e depressão.

E o que fazer numa hora dessas? A conduta ideal , descartada a presença de mau hálito, é encaminhá-lo para um psicólogo e em casos mais graves, para um psiquiatra também.

O apoio e paciência da família e amigos, é fundamental. Afinal, trata-se de um distúrbio de ordem psicológica e niguém entra nisso porque quer. O paciente que o tem sofre demais e, na maioria das vezes, muda completamente de personalidade.

Procure um dentista de sua confiança, se possivel que entenda de halitose, ou o próprio especialista, para que tenha todas as dúvidas tiradas e seja encaminhado para os profissionais que ajudarão neste caso específico.

Se você conhece alguém passando por isso, ajude-o. Ele não pode  sofrer achando  que não tem solução! 🙂

Anúncios

stress1Já é sabido que o estresse psicológico causa infinidades de alterações significativas no metabolismo do homem e dos animais. Este turbilhão emocional traz consigo inúmeras manifestações orgânicas. Dentre elas, a halitose.

O quadro de estresse normalmente se inicia com sinais de cansaço, falta de apetite, falta de motivação, ansiedade e nervosismo, o que torna o indivíduo suscetível a modificações do seu eu emocional e do seu eu fisiológico.

As alterações mais observadas nas pessoas possuidoras de mau hálito por estresse é a diminuição do fluxo salivar (xerostomia), a hipoglicemia e a higiene bucal ineficiente. Aliás, estes são três fortes indicadores de uma possível halitose.

E como fazer para tratar? Antes de tudo, o paciente estressado tem de entender que está com mau hálito e que para tratá-lo necessitará de atendimento multidisciplinar. Ou seja, ele deve ir atrás de cuidar do principal iniciador da halitose: o estresse. E para isso, será importante a presença do especialista em halitose e de um médico para ajudá-lo neste duplo tratamento.

fonte da imagem: (Flickr: kittykatfish)


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: