Saudálito

Posts Tagged ‘tratamento

As dúvidas de quem tem cáseos são geralmente similares e muito angustiadas. A frequente solicitação de uma cura através de um medicamento ou uma solução imediata com cirurgia são constantes.

No entanto, seria interessante que ficasse claro de que o surgimento do cáseo sempre vem acompanhado de vários fatores que não possuem uma única solução e é, sobretudo, diferente para cada pessoa.

O tratamento de cáseos, assim como o de halitose, funciona de maneira similar, com alguns aspectos peculiares, mas assim como um regime alimentar, depende única e exclusivamente da disciplina do paciente ao ser corretamente diagnósticado.

Os hábitos de vida e de alimentação são os maiores causadores e precisam ser orientados e corrigidos de maneira personalizada e particular.

Da mesma forma que uma dieta alimentar não funciona igual para todos que o fazem, o tratamento de halitose, cáseo ou xerostomia funcionam de maneira equivalente.

Há necessidade sim de um atendimento e, muitas das vezes, multidisciplinar entre o dentista especialista em halitose e uma outra especialidade médica, que podem ser as mais variadas possíveis.

Então a mensagem que eu gostaria que ficasse é a seguinte: não é impossivel tratar o cáseo; há um custo sim, tanto financeiro como de mudança de hábitos de vida e, principalmente é preciso muita paciência, como na maioria dos desafios e grandes superações em nossa vida.

Anúncios

É esta a conclusão que tenho diante da minha experiência não só profissional, mas também de vida.  E por quê?

halito_250Porque antes eu achava que sim, ele existia, mas ao saber que o mau hálito tinha tratamento e havia correr atrás de aprender a tratá-lo, descobri que aquele que o tem não sabe, aquele que sabe convive com a vergonha e quem não convive com a vergonha sofre de descaso. Então percebi o seguinte: tratar-se de algo tão desagradável – como o mau hálito – não é desagradável  para todos. Ou melhor, não incomoda a todos.

A maioria das pessoas que possui mau hálito toma banho todos os dias, usa roupas de marca, os melhores perfumes, o corte de cabelo da moda e o celular mais caro. Mas a boca pode estar caindo aos pedaços e o hálito… O que é isso mesmo? Ah, esse realmente não existe.

Eu achei que era doidice minha e que só eu tinha um olfato muito apurado e vivia sentindo odores desagradáveis, já que sofro de enxaqueca, a qual me permite, de certa forma, identificar cheiros a quilômetros de distância. Mas depois passei a me dar o luxo de não me sentir doida e sim determinar um novo fato. Mau hálito não existe!

E assim todos seremos mais felizes, pois este termo será menos um a ser colocado no dicionário e falado nos consultórios dentários.

P.S.: Mas se alguém pensar da maneira antiga, como eu pensava, procure o tratamento. TEM CURA!

Fonte da imagem: Flickr (Looking Glass)

crianca_halitoÉ difícil de acreditar que uma criança pode ter mau hálito, mas infelizmente é verdade.

São muitas as causas, mas o responsável de maior frequência pela halitose infantil são as cáries em evolução e sem tratamento. No entanto, as alterações que causam a halitose nos adultos também atingem as crianças. O estresse, a alimentação inadequada, a higiene deficiente normalmente ligadas ao descuido dos seus pais ou responsáveis.

O que eu normalmente oriento é o seguinte: ao perceber este quadro na criança que faz parte de sua vida, leve-a a um dentista para investigar a causa. Dependendo do diagnóstico, pode ser identificado um problema de saúde ainda não percebido por ninguém.

Fonte da imagem: Flickr (mishgun)

Como foi comentado no post anterior, o desconforto causado pela baixa salivação (xerostomia) devido ao tratamento quimioterápico e radioterápico é enorme, mas tem solução. Para alguns casos, sobretudo os mais graves, se torna necessário o uso da saliva artificial.

A estimulação da saliva nem sempre irá trazer o conforto desejado pelo paciente. Por isso, uma saída é o uso da saliva artificial para lubrificação da cavidade bucal, melhorando a sensação de secura, a deglutição e a fala – isso sem mencionar o poder de ajuda na limpeza da cavidade oral.

A saliva artificial nada mais é do que um lubrificante oral, cuja finalidade é garantir de que o funcionamento da cavidade oral continue estável . Ela pode ser adquirida em farmácias de manipulação, farmácias convencionais ou solicitada em sites específicos na internet.

Sua consistência é a de um gel transparente sem cor e também sem sabor, normalmente à base de água e glicerina. Para quem não gosta da sensação do gel na boca, já existe a saliva artificial em spray que é nova no mercado e tem tido uma grande aceitação por quem já fez uso das de gel.

Fonte da imagem: Xerostom (exemplo de produto no mercado estrangeiro)

stress1Já é sabido que o estresse psicológico causa infinidades de alterações significativas no metabolismo do homem e dos animais. Este turbilhão emocional traz consigo inúmeras manifestações orgânicas. Dentre elas, a halitose.

O quadro de estresse normalmente se inicia com sinais de cansaço, falta de apetite, falta de motivação, ansiedade e nervosismo, o que torna o indivíduo suscetível a modificações do seu eu emocional e do seu eu fisiológico.

As alterações mais observadas nas pessoas possuidoras de mau hálito por estresse é a diminuição do fluxo salivar (xerostomia), a hipoglicemia e a higiene bucal ineficiente. Aliás, estes são três fortes indicadores de uma possível halitose.

E como fazer para tratar? Antes de tudo, o paciente estressado tem de entender que está com mau hálito e que para tratá-lo necessitará de atendimento multidisciplinar. Ou seja, ele deve ir atrás de cuidar do principal iniciador da halitose: o estresse. E para isso, será importante a presença do especialista em halitose e de um médico para ajudá-lo neste duplo tratamento.

fonte da imagem: (Flickr: kittykatfish)

A depressão é uma das doenças mais comum de nosso cotidiano, já que o dia-a-dia está cada vez mais cheio de atribulações e obrigações ,deixando-nos cada vez mais estressados. Assim, estresse não é palavra da moda: é pura realidade.

Antigamente ter depressão era um quadro considerado crônico e quase que de tendência familiar. Hoje, com o agravante do sintoma estresse, surgem as depressões em larga escala. Normalmente ligadas a um motivo sufocante aliado ao modo de encarar a vida de cada um.

E para nós,que tratamos de xerostomia (hiposalivação), estamos tendo a cada dia maior contato com este “mal do século” através dos pacientes que sofrem de xerostomia.

A diminuição de saliva ocorre primeiramente pelo intenso quadro de estresse que a pessoa se encontra durante a depressão. Isto é: o estresse é o primeiro contribuidor para a baixa de salivação. E depois dele eis que surgem os efeitos colaterais de alguns medicamentos antidepressivos e ansiolíticos, que causam esta sensação de boca seca provocada pela diminuição da saliva.

Isto significa de que o paciente em depressão terá obrigatoriamente mau hálito? Não necessariamente,mas ele terá uma forte tendência a que isso ocorra devido à alteração do fluxo salivar, da possível formação de saburra e dos odores também exalados por alguns destes medicamentos.

Por isso, em caso de dúvida sobre como eliminar este desconforto, a conversa com um especialista em Halitose pode ser de fundamental alívio ao transtorno bucal e diminuição dos fatores do estresse para quem está sendo vítima da depressão.

caseoBem, acredito que muitas pessoas já conhecem o cáseo, mas não sabem que ele se chama assim. O cáseo, na verdade, é uma massinha mal cheirosa que se acumula na amígdala e possui a aparência de um grão de arroz.

Quem pode tê-lo? Não existe uma estatística exata mas as pessoas que possuem uma amígdala parecendo uma saquinho com furos maiores são mais propensas a ter o famigerado cáseo.

Existem possibilidades de tratamento para quem se sente muito incomodado com este invasor, mas a higiene da língua é o principal deles. Em casos extremos, o tratamento mais radical é a remoção da amígdala.

Por isso,  se você tem ou já teve um caso de cáseo , investigue perguntando a alguém se sente mau hálito em você. É muito importante saber!

fonte da imagem: (arquivo de Paula Rollemberg)


Saúde + Hálito

Saudálito é um blog sobre o tema halitose e assuntos relacionados ao mau hálito. Regularmente são publicadas informações didáticas e dicas sobre este problema bastante corriqueiro na vida de todos, visando o esclarecimento acerca dos possíveis tratamentos e prevenções deste sintoma. Para informações sobre atendimento clique em Contato.

Blogs de colegas dentistas: